Especiais

Premiação de melhores ideias no último dia de Startup Weekend Women Goiânia

By 3 de dezembro de 2018 No Comments

 

No último final de semana, Goiânia recebeu a primeira edição do Startup Weekend Women. O evento, voltado para a tecnologia e inovação, com foco na participação feminina no mundo dos negócios, teve 54 horas de duração e premiou, ao final, três melhores projetos.

Durante os dias 30,1 e 2, empreendedores de todo o Brasil participaram, no Sebrae de Goiânia, de atividades dinâmicas com a criação de planos de trabalho, sob a presença de profissionais e mentores.

No último dia do evento, uma equipe de jurados avaliou os trabalhos desenvolvidos e apresentados. Três equipes foram premiadas com o título de melhores projetos, sendo eles “Divórcio Legal”, “Space Here” e “Ela resolve”.

A Equipe Divórcio Legal, levou o terceiro lugar. O projeto consiste na facilitação do processo de divórcio por meio de um aplicativo, que disponibiliza até um advogado para o cliente. A ideia do serviço é verificar se realmente há viabilidade da separação e, em último caso, fazer o trâmite de uma forma simplificada.

Em segundo lugar, o projeto Space Here consiste na locação de espaços não utilizáveis. Como exemplo, locar uma escola que não funciona no final de semana por um baixo custo, para um determinado evento.

Ela resolve ficou com o primeiro lugar, com um projeto que visa a facilitação da contratação de uma pessoa dentro de suas imediações (como no serviço de Uber) para fazer um determinado serviço na sua residência.

Experiências

 

Cris Taveira, investidora anjo da Northon Investimentos e empreendedora, foi uma das juradas do evento.  Ela afirma já ter participado, do lado de lá, desenvolvendo projetos, e isso a ajudou a compreender melhor cada trabalho.

“É uma experiência de imersão muito grande. Você descobre que é capaz de muita coisa. E é muito importante ver o esforço que os participantes fizeram, criando e compreendendo problemas que eles conseguiram construir em apenas dois dias”, pontuou.

Daniel Luz, empreendedor e desenvolvedor, é de Brasília. Levou sua startup para São Paulo. De lá, veio para Goiânia, participar do Startup Weekend Women, entender como funciona o evento, para montar um do mesmo segmento em Brasília.

“Brasília não tem Startups Weekends há um tempo. E a gente quer ajudar a fomentar isso principalmente, nas faculdades. As atividades realizadas aqui foram intensas e me auxiliaram para um grande aprendizado”, disse.

Já Sueny Soares, jornalista e empreendedora, veio de Barra do Garças especialmente para o evento, com o intuito de adquirir mais conhecimento. “Temos que ampliar os horizontes. Ver o que tem de novidade. Porque hoje, se você não se atualiza, fica fora do mercado. Está tudo girando muito rápido e quanto mais conhecimento, melhor”, afirmou.

Participação feminina

De acordo com Raquel Monteiro, gestora de projetos de empreendedorismo feminino, mais de 50% dos negócios do Brasil são liderados sob responsabilidades de mulheres. Porém, ela acredita que ainda há limitações e que é preciso estímulo para o avanço feminino no mundo dos negócios.

“Precisamos fomentar o empreendedorismo feminino. Então, projetos como este são muito importantes, pois é necessário estimularmos a participação das mulheres nos negócios de base tecnológica, assim como também incentivá-las para a ciência, matemática, dentre outras áreas”, ressalta.

Wanderson Portugal Lemos, diretor técnico do Sebrae, também enalteceu a participação feminina no mercado e destacou a importância do evento. “As mulheres são maioria. Efetivamente, a gente sabe que as boas ideias vêm das cabeças femininas e aqui pudemos captar algumas dessas ideias de jovens empreendedoras. O Sebrae fica muito feliz com o evento e é isso que nós queremos: criar ambientes para que mulheres, jovens e adultos possam empreender”, afirmou.

 

Leave a Reply